Via G1 – O delegado de Pitangueiras (SP), Cláudio Messias Alves, disse que o operador preso por acusado de estuprar quatro mulheres de colegas de trabalho é um criminoso em série.




Rodolfo Aparecido de Souza, de 37 anos, foi preso temporariamente na quinta-feira (10). Ele foi encontrado na usina onde trabalha, em Sertãozinho (SP), e levado à Delegacia de Investigações Gerais (DIG). Segundo Alves, ele negou a autoria dos crimes.




“É um maníaco. É possível que tenha praticado outros crimes”, diz o delegado. Desde 2018, a Polícia Civil investiga oito roubos seguidos de estupro, em Pitangueiras. De acordo com o delegado, testes de DNA confirmaram que Souza está envolvido em quatro deles.




A investigação ainda aguarda o resultado de exames que possam ligar o suspeito aos outros casos. A polícia não informou para qual unidade prisional Souza foi levado. O suspeito ainda não tem um advogado constituído. No momento da prisão, ele negou a jornalistas a autoria dos crimes.