Segundo matéria do Extra, um estudo realizado pela Scrivens Opticians & Hearing Care, que avaliou cerca de dois mil adultos, chegou a conclusão que um homem, em média, ignora o que a companheira diz 388 vezes por ano. As mulheres acionam menos o mesmo dispositivo de seleção: 339 vezes.




Mais da metade dos participantes disse que se preocupa ou se incomoda com o “ouvido seletivo” do companheiro, contou reportagem do site “Unilad”.

Audição seletiva ou problemas de escuta?

O chamado ouvido seletivo, acionado automaticamente, é quando o que é dito não interessa a quem escuta. As mulheres acionam menos o mesmo dispositivo de seleção: 339 vezes.




No entanto, de acordo com a rede médica, os números podem esconder um diagnóstico: muitos dos que acionam o “ouvido seletivo” teriam, na verdade, problemas de audição.

A pesquisa apontou que um terço das mulheres entrevistadas dizem que os parceiros tentam ler os lábios delas porque não conseguem ouvir o que estão dizendo.