Segundo informações do G1 a namorada do jovem de 16 anos, morto e jogado em uma vala por um PM após uma operação policial em uma comunidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, conversou com o G1 nesta segunda-feira (11) e afirmou que ainda está revoltada com o ocorrido. A Polícia Militar afirma apurar o caso e a Polícia Civil informou que os policiais foram afastados.


“Foi um ato covarde. Já tinham matado o menino, para que jogar o corpo? Eu estou grávida. Exatamente no dia que ele faleceu tínhamos ido fazer o exame do pré-natal e ele estava super feliz porque seria pai. Era o maior sonho dele. Mas não deixaram ele realizar esse sonho”, desabafou.


Um vídeo obtido pelo G1 mostra um policial militar jogando o corpo do jovem na vala, após um suposto confronto entre a PM e suspeitos que viviam na comunidade do Dique do Caxeta. Nas redes sociais, moradores do local lamentaram o ocorrido e pediram por “paz na favela”.