Neste domingo (17), Dia Mundial dos pobres, o papa Francisco almoçou com 1.500 moradores de rua neste domingo.

Os convidados do papa foram levados ao Vaticano por voluntários de grupos de caridade que os ajudam diariamente.




O cardápio para todos na sala de audiências do Vaticano incluiu lasanha, frango com molho de cogumelos, batatas, doces, frutas e café.

Mais cedo, em uma missa para os necessitados de Roma na Praça de São Pedro, Francisco disse que aqueles que estão em melhor situação não devem se sentir “irritados” pelos pobres, mas ajudá-los o máximo possível.




“Meus pensamentos vão para aqueles que promovem iniciativas de solidariedade para dar esperança concreta aos mais desfavorecidos”, disse o papa na praça São Pedro, antes do almoço.

O papa lamentou que “a ganância de algumas pessoas ricas estão agravando o sofrimento dos pobres”.

Ele disse que eles deveriam se perguntar: “Eu, cristão, tenho pelo menos uma pessoa pobre como amiga?”