Um homem de 31 anos foi preso sob a acusação de ter assassinado a tiros um colega de trabalho de Itupeva, atingido por pelo menos oito disparos no bairro Monte Serrat. O crime foi praticado no dia oito passado, vitimando Marcelo Raimundo.
A Polícia Civil esclareceu o caso, descobrindo que o assassino emprestou a motocicleta de outro conhecido para cometer o delito. Ele teve a prisão temporária, pelo prazo de 30, decretada pelo Poder Judiciário, a pedido da unidade que investiga o caso.



Raimundo tinha 43 anos e trabalhava como poceiro. Testemunhas que estavam em uma praça, próximo ao local do crime, chegaram a ouvir os disparos, informando a polícia que um homem em uma moto havia sido o autor dos tiros.
Durante as investigações, foram obtidos os números da placa, que foram passados à Guarda Municipal local. Operando um sistema conhecido como OCR, que lê caracteres de veículos que passam em pontos com câmeras, a GM conseguiu identificar o dono da moto, que foi procurado pela polícia.
O proprietário garantiu que não tinha envolvimento com o crime, revelando que havia emprestado a moto a um conhecido no dia do assassinato. Ele informou quem seria esse homem, que se tornou o principal suspeito da morte do poceiro.



Com o decorrer das investigações, ficou apurado que tal pessoa era conhecida de Raimundo e que ambos haviam tido uma discussão, ameaçando-se de morte mutuamente.
Com o esclarecimento da autoria, um pedido de prisão temporária foi requerido pela polícia à Justiça. O requerimento foi concedido e uma ordem para prender o acusado permitiu que policiais o mandassem para trás das grades até a conclusão do inquérito policial instaurado para apurar o assassinato.

Violência

Três assassinatos foram registrados em Itupeva entre os meses de janeiro e outubro deste ano. Por outro lado, foram nove as tentativas, conforme revelam os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, responsável pelas estatísticas criminais de todo o Estado.
Durante todo o ano passado, foram dois os assassinatos no município. Os casos ocorreram nos meses de outubro e novembro. Já as tentativas somaram cinco entre janeiro e outubro e sete na soma dos 12 meses.

Fonte: Imprensa Policial