Ação rápida da Polícia Militar mandou para trás das grades um criminoso que assaltou um comércio de alimentos na Vila Alvorada, em Jundiaí, agindo com um comparsa que conseguiu escapar. O fugitivo, no entanto, já foi identificado, uma vez que deixou cair na fuga seu documento pessoal com foto.
De acordo com o tenente Iuri, da equipe do capitão Augusto José Martinelli, do 11º Batalhão, foram roubados R$ 500 em dinheiro, quatro aparelhos celulares, relógios e jóias. Para ameaçar as vítimas, os bandidos utilizaram uma faca, que foi apreendida.




O oficial, que coordenou na ação que resultou na prisão três militares (cabo Rony e soldados Bruno Dias e Serafim), contou que a informação do assalto foi passada à PM cerca de cinco minutos após o crime.
Com a chegada rápida no comércio assaltado, os policiais anotaram as características físicas dos bandidos e deram início às buscas para localizá-los e prendê-los.
Ambos foram encontrados ainda na Vila Alvorada, parados, conversando com outro homem na rua Guadalajara. Eles fugiram correndo, enquanto o terceiro permaneceu no local.
Um dos criminosos foi pego pouco tempo depois. Com ele, foram achados os valores roubados do comércio. O outro fugiu por vielas e acessou uma área de mata. Apesar das buscas, ele não foi encontrado.




Contudo, um documento encontrado no caminho foi apresentado à vítima do assalto. Ela reconheceu a pessoa do documento com um dos autores da foto, além de reconhecer o homem detido com os R$ 500.
O assaltante que conseguiu escapar acabou indiciado por assalto. Seu comparsa, por outro lado, foi autuado em flagrante e não teve fiança arbitrada, conforme determina a lei.
Ele foi levado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista e, como o homem que conseguiu fugiu, pode pegar uma pena de até 10 anos de reclusão.

Fonte: Imprensa Policial