Um evento agendado para 29 de março em Belo Horizonte está chamando a atenção: Com o título de “Marcha para Satanás”, a ação assusta a princípio, mas, segundo os organizadores, nada tem a ver com algum tipo de culto ao diabo e sim um protesto contra abusos cometidos em nome de algumas religiões e um pedido por um Estado laico.
“Muita gente é perseguida por não se adequar aos padrões colocados pelas religiões. Homossexuais, travestis, pessoas de religiões de origem africana, são colocadas à margem da sociedade por causa desse conservadorismo medieval”, disse o organizador em entrevista ao site BHAZ.



Segundo a descrição do evento, “é um protesto pacífico, satírico e bem humorado, organizado por pessoas que não querem o mal para ninguém e nem acreditam no diabo, muito menos adoram a ele ou qualquer entidade”.
A página do evento, que já conta com mais de 700 interessados, explica que “é uma paródia da ‘Marcha para Jesus’, um evento que tem sim muita gente legal, mas que infelizmente é marcada por figuras que dizem defender a Família enquanto na verdade disseminam valores opostos ao amor e aceitação (que deveriam ser a base da Família), com atitudes de homofobia, ódio, exclusão, propagando mentiras e criando inimigos imaginários e teorias malucas da conspiração para perpetuar os seus projetos de poder”.